Torra publicou um decreto de nomeação dos membros do novo executivo da Catalunha, mas o decreto pode ser bloqueado por Madrid, que mantém a tutela sobre a região.

No decreto figuram nomeadamente os nomes de Jordi Turull e Josep Rull, detidos, e Antoni Comín e Lluís Puig, exilados na Bélgica.

A posse do novo governo, segundo a Generalitat (governo regional), realiza-se a 23 de maio.

Quim Torra tomou posse como chefe do governo catalão na quinta-feira em Barcelona sem jurar respeitar a Constituição espanhola, mas apenas “a vontade do povo catalão”, numa cerimónia à qual não assistiu qualquer representante do Governo central.

Este editor de 55 anos, recém-chegado à política, considera-se um “presidente em exercício” enquanto se espera o regresso daquele que Torra designa como “o presidente legítimo no exílio”, Carles Puigdemont.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.