O primeiro autoteste à Covid-19 a ser autorizado pelo Infarmed é um produto da empresa SD Biosensor, da Coreia do Sul, que será distribuído em Portugal pela Roche. O teste “SARS-CoV-2 Rapid Antigen Test Nasal” deverá chegar aos locais de venda ainda esta semana.

"A Roche está a finalizar a preparação e produção dos materiais exigidos pela autoridade reguladora para cumprir com os procedimentos regulamentares. Estimamos que durante esta semana seja possível concluir este processo e assim assegurar todas as condições para que possamos fornecer os testes rápidos de antigénio nos pontos de venda autorizados (farmácias e parafarmácias) de modo a que seja possível iniciar a comercialização", confirmou ao SAPO24 fonte da Roche.

A distribuição terá início ainda no dia de hoje. No entanto, a farmacêutica não garante que cheguem às farmácias ou demais locais de venda autorizados no próprio dia.

A farmacêutica tem "recebido vários contactos para encomendas, que estão a ser preparadas para fornecimento", garantindo que não haverá "diferenças na distribuição em todo o país".

"A Roche tem, até à data, disponível para entrega o volume de testes adequado aos pedidos que recebeu e não se esperam dificuldades em disponibilizá-los à população de forma atempada", esclarecem.

Os testes da Roche chegam ao mercado de duas formas: serão vendidos numa caixa de 25 unidades ou numa embalagem individualizada. O resultado demora entre 15 e 30 minutos e as instruções para a sua utilização podem ser consultadas aqui.

kit é composto por uma zaragatoa, uma tira de teste, um tubo com tampão (onde a amostra é misturada com um reagente) e uma tampa doseadora (que permite retirar quatro gotas que serão colocadas na tira de teste).

Sobre o preço, a multinacional suíça salienta que o valor deverá ser "definido pelo ponto de venda onde o teste será comercializado". No entanto, defende que "em situações pandémicas como a que estamos a viver, o custo não deve ser uma barreira ao acesso ao diagnóstico e acreditamos que o preço será estabelecido de forma responsável para que haja acesso aos testes para aqueles que deles necessitam".

Ao SAPO24, fonte do Infarmed confirma que a autoridade do medicamento está a avaliar outros pedidos de registo, sem especificar quantos, remetendo ainda para o dia de hoje novos esclarecimentos sobres estes testes de antigénio — nomeadamente sobre questões associadas ao seu preço.

A lista dos autotestes autorizados para venda é publicada no site do Infarmed.

Entre os requisitos para aprovação está a garantia de que as embalagens indiquem todos os procedimentos para a utilização correta e em segurança dos testes, bem como a comunicação dos seus resultados.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.