O anúncio foi feito por José Luis Àbalos, em conferência de imprensa, após o final da reunião com várias entidades ligadas à Proteção Civil para avaliar os efeitos da tempestade Filomena, presidida pelo chefe do executivo, Pedro Sánchez, na qual também esteve o ministro do Interior, Fernando Grande-Marlaska.

Segundo a agência de notícias espanhola Efe, as linhas de alta velocidade estão livres, exceto cerca de 200 quilómetros, a maioria na província de Saragoça, onde mais neve caiu nas últimas horas.

Já o aeroporto de Madrid – Barajas começará a operar ao longo da tarde, depois de retirada a neve das pistas, embora as operações comecem “muito gradualmente”.

Ábalos explicou que, por enquanto, os aviões desviados na sexta-feira e no sábado, devido ao nevão que se abateu sobre a capital espanhola, vão regressar às respetivas bases e acontecerá o mesmo com o resto das operações, mas de forma progressiva.

Apesar disso, o titular da pasta dos Transportes pediu aos passageiros que se informem primeiro sobre os voos programados e que contactem as companhias aéreas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.