Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana (GNR) indicou que o homem detido na madrugada de sexta-feira, foi ouvido em primeiro interrogatório judicial no sábado no Tribunal de Tavira, no distrito de Faro, tendo-lhe sido aplicada a prisão preventiva, pelo que foi conduzido ao estabelecimento prisional de Olhão.

O homem era o único tripulante de uma embarcação semirrígida, de 10 metros de comprimento, intercetada junto à Foz de Odeleite, no concelho de Castro Marim, no distrito de Faro, a qual tinha no seu interior 85 fardos de haxixe, com um peso total de 2.800 quilogramas.

Segundo a GNR, a embarcação foi detetada quando navegava a alta velocidade, em direção ao rio Guadiana, na sequência de uma operação de vigilância da costa, com o apoio do Sistema Integrado de Vigilância, Comando e Controlo (SIVICC), dotado de câmaras de vigilância térmica e de sistemas de radar.

O barco equipado com três motores, cada um com 300 cavalos de potência, transportava um total de 2.800 quilogramas, tendo sido intercetado pela Equipa de Patrulhamento e Interceção Marítima depois de acionada pela Unidade de Controlo Costeiro da GNR.

De acordo com aquela força, por terem sido detetados movimentos suspeitos de veículos e pessoas na margem espanhola do rio Guadiana, “foram contactadas as autoridades espanholas que, momentos mais tarde, efetuaram a detenção de um indivíduo de nacionalidade marroquina, na localidade de Villablanca (Espanha), sendo suspeito de estar relacionado com esta ocorrência”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.