“A Autoridade Nacional de Proteção Civil adverte os cidadãos para a eventualidade de poderem ser abordados por estranhos, que, agindo de má-fé e fazendo-se passar por elementos da proteção civil, visem burlar os desprevenidos, fazendo-os crer na existência de coimas em seu nome devidas pelo incumprimento das obrigações legais de limpeza dos terrenos florestais de que são proprietários”, refere a ANPC num comunicado enviado à agência Lusa.

A Proteção Civil revela que já teve conhecimento de um caso, que ocorreu no distrito de Viana do Castelo.

“O burlão em causa demandou um cidadão para que este fizesse o pagamento do valor de uma coima, para um determinado NIB, até ao final desse mesmo dia, sob pena daquele duplicar”, adianta a nota.

A ANPC esclarece que os serviços de proteção civil não procedem à cobrança de coimas por incumprimento das obrigações legais de limpeza dos terrenos florestais.

“Recomenda-se que qualquer tentativa feita nesse sentido seja imediatamente participada às autoridades policiais”, conclui.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.