Em comunicado, a PSP indica que o furto ocorreu “em zona de produção fabril afeta à atividade de bordados regionais, no centro da cidade do Funchal, durante a pretérita semana”.

O Comando Regional da Madeira adianta que, na sequência das diligências e investigação efetuadas, “foi possível associar e identificar a atual detentora das peças de bordados furtadas”.

A informação aponta que as peças foram no imediato apreendidas ao abrigo do ”processo-crime existente, sendo a suspeita indiciada do crime de recetação”.

A PSP refere que “continua a desenvolver as diligências policiais tidas por necessárias e complementares, com vista ao cabal esclarecimento dos factos”.

Ainda alerta para a situação de compra deste tipo de objetos “cuja proveniência não seja legítima", geralmente por valores muito inferiores ao valor de mercado, o que pode "consubstanciar a prática do crime de recetação”.

O bordado Madeira é um produto tradicional manufaturado, que vendido nos locais próprios tem a garantia de autenticidade com selo, atingindo algumas peças valores na ordem dos milhares de euros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.