Na mensagem, Putin afirmou que “a gestão de Steinmeier num cargo de elevada responsabilidade irá favorecer o desenvolvimento das relações russo-germânicas (…) no caminho de fortalecimento de estabilidade e segurança no continente europeu e no mundo”.

O dirigente confirmou o interesse de Moscovo em “manter o diálogo construtivo sobre problemas da atualidade, tanto da agenda bilateral como internacional”.

O social-democrata Frank-Walter Steinmeier foi hoje eleito presidente alemão pelos membros do parlamento, em substituição de Joachim Gauck, antigo pastor dissidente da Alemanha de Leste.

O antigo chefe da diplomacia alemã até final de janeiro foi eleito por 931 votos, num total de 1.239 grandes eleitores, na Assembleia Federal.

Steinmeier, de 61 anos, vai assumir a presidência, um cargo sobretudo com funções representativas, a 18 de março.

Tido como “anti-Trump”, Steinmeier surge nas sondagens alemãs como um político popular e na aceitação do mandato de cinco anos comprometeu-se em promover o diálogo e a democracia nestes “tempos tempestivos” e quando muitos cidadãos receiam que o mundo “se desfaça”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.