Para preservar os restos mortais do antigo líder soviético, o valor de cerca de 175 mil euros será investido em trabalhos de “natureza biomédica” para preservar o que o canal de televisão russo RBC denomina de “estado natural” de Lenine, de acordo com o documento oficial.

No entanto, nos últimos anos tem sido manifestada cada vez mais a vontade de dar a Lenine um enterro final, ao invés de mantê-lo em exposição no seu caixão de vidro, no mausoléu da Praça Vermelha, em Moscovo.

Segundo a BBC, de acordo com um inquérito realizado online a mais de oito mil russos, 62% dos inquiridos são a favor de um enterro apropriado para o líder soviético. A ideia foi rejeitada, anteriormente, pelo Kremlin.

Mas a informação sobre os valores envolvidos na manutenção do corpo de Lenine não caiu bem junto da opinião pública e deu origem várias críticas,  divulgadas através de artigos de opinião e blogues do país.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.