De acordo com informação da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica, até final do mês vão predominar, entre outras, concentrações elevadas de pólen de gramíneas, parietária e urtiga, carvalhos e oliveira.

Enquanto na Madeira são esperados níveis baixos de pólenes, e moderados nos Açores, na zona do Porto os carvalhos e oliveiras, e as gramíneas, parietária, tanchagem e urtiga serão responsáveis por níveis elevados de pólen.

Mais a sul, na região de Coimbra, mas também em Castelo Branco e em Lisboa e Setúbal e na zona do Algarve, as ervas, as oliveiras e os carvalhos tornam elevadas as concentrações de pólen.

No Alentejo interior, na zona de Évora, predominam os pólenes dos sobreiros e das oliveiras e das ervas gramíneas e tanchagem, também em níveis elevados, segundo o boletim polínico da Sociedade.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.