De acordo com a MSF, o tiroteio ocorreu num autocarro público na cidade de Grimari, a cerca de 200 quilómetros de Bangui, tendo morrido vários civis e um trabalhador da organização, que estava fora de serviço, e outros quatro passageiros ficaram feridos.

Várias organizações internacionais, incluindo a Organização das Nações Unidas e a União Africana, manifestaram preocupação com o aumento da violência neste país, a propósito das eleições presidenciais e legislativas, realizadas no domingo passado.

Na quarta-feira, a oposição pediu a anulação das eleições, perturbadas por ameaças de grupos rebeldes, mas as votações foram consideradas “credíveis” e “legítimas” pelo Governo e pelos observadores internacionais.

Num país com dois terços do território ocupado por grupos armados, milhares de pessoas foram impedidas de votar ou privadas dos seus cartões de eleitor por causa da insegurança devido à guerra civil que assola a RCA há quase oito anos.

Os primeiros resultados parciais são esperados em 04 de janeiro e os resultados finais em 19 de janeiro.

Uma possível segunda volta está agendada para 14 de fevereiro.

Portugal tem atualmente na RCA 243 militares, dos quais 188 integram a Minusca e 55 participam na missão de treino da União Europeia (EUTM), liderada por Portugal, pelo brigadeiro general Neves de Abreu, até setembro de 2021.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.