"Foram enviadas duas ambulâncias para o local, sendo que uma delas transportou uma jovem de 19 anos [para o hospital]", disse um bombeiro que acompanha as operações.

Salientando que "não há rede de telemóvel", o responsável disse que, para já, não há ainda mais informações disponíveis.

A Lusa constatou no local que não há eletricidade desde pelo menos as 22:00 e que o raio caiu na zona do adro do mosteiro, causando pânico entre as pessoas que participavam na peregrinação até ao templo erguido em honra de São João Baptista, na serra d'Arga, em Caminha.

O mosteiro data do século XII e, segundo a classificação do Instituto de Gestão do Património Arquitetónico e Arqueológico (IGESPAR), é "um dos mais importantes testemunhos medievais da região, não obstante a sua pequenez e simplicidade". Em 2015, foi alvo de obras de beneficiação orçadas em mais de meio milhão de euros.

A capela, que integra o mosteiro, terá sido construída no século XIII, pertencendo ao "românico tardio", e é "simples e decorativamente despojada".

O templo recebeu esta noite milhares de peregrinos, mantendo a tradição de percorrer a pé várias dezenas de quilómetros até à aldeia onde vivem 70 pessoas, a maior parte idosos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.