De acordo com os dados do Banco de Portugal, divulgados hoje na sua página na Internet, as verbas enviadas pelos emigrantes portugueses passaram de 260,9 milhões de euros, em outubro de 2016, para 275,9 milhões de euros em outubro deste ano, o que equivale a uma subida de 5,7%.

Como é habitual, os portugueses a trabalhar em França foram os que mais contribuíram, enviando 97,2 milhões de euros em outubro, o que representa uma subida de 17,2% face aos 82,9 milhões enviados em outubro do ano passado.

Os emigrantes portugueses nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) remeteram 20,2 milhões de euros, o que demonstra uma queda de 2,6% face aos 20,78 milhões enviados um ano antes.

Como é tradicional, os portugueses a trabalhar em Angola enviaram a quase totalidade deste valor: 19,42 milhões, o que representa uma quebra de 2,66% comparando com os 20,78 milhões enviados em outubro de 2016.

Em sentido inverso, os imigrantes a trabalhar em Portugal enviaram para os seus países de origem 44,3 milhões de euros, o que significa uma descida de 3,67% face aos 46 milhões enviados em outubro do ano passado.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.