“O direito à greve será condicionado apenas na medida do estritamente necessário para preservar o direito à proteção da saúde, um direito fundamental que assiste a todos os utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS)”, refere o Ministério da Saúde numa resposta enviada à agência Lusa.

Segundo o Ministério, foram identificados casos de incumprimento dos serviços mínimos em quatro unidades: Centro Hospitalar de São João (Porto), Centro Hospitalar Universitário do Porto, Centro Hospitalar Tondela-Viseu e Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga.

O Governo aprovou hoje em Conselho de Ministros a requisição civil para a greve dos enfermeiros com base no incumprimento dos serviços mínimos, mas ainda falta a publicação do diploma em Diário da República para se compreender o âmbito de aplicação da requisição.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.