Ricardo Costa vai assumir a direção do Expresso de forma interina depois de uma "decisão tomada entre a administração do Grupo Impresa e Pedro Santos Guerreiro, que deixa assim o cargo de diretor do Expresso", pode ler-se no artigo publicado na versão online do semanário.

Pedro Santos Guerreiro, que estava à frente do Expresso desde 2014,  manterá a ligação ao jornal como colunista.

Segundo o Expresso, a "nomeação de Ricardo Costa para assumir interina e transitoriamente a direção do Expresso foi feita tendo em conta o conhecimento que tem do jornal (integrou a sua direção entre 2009 e 2016), e pelo facto das redações do Expresso e da SIC partilharem o mesmo espaço".

A saída de Pedro Santos Guerreiro da direção do Expresso acontece depois do editor de política, Vítor Matos, ter pedido a demissão do cargo devido ao facto de numa das edições da newsletter diária do jornal, o nome do editor de política ter aparecido a assinar um texto que não produziu.

Pedro Santos Guerreiro já anunciou esta manhã à redação a sua decisão, disse fonte do jornal à Lusa.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.