Na quinta-feira, e após as medidas anunciadas pelo primeiro-ministro, António Costa, para a primeira fase de desconfinamento, a Lusa questionou a RL sobre a forma como vai processar o transporte de passageiros.

Em comunicado enviado hoje à Lusa, a RL refere que, a partir de segunda-feira, a entrada de passageiros nos autocarros voltará a processar-se pela porta da frente e a validação do título de transporte será obrigatória.

“Desta forma, existirá um maior controlo do número de passageiros que entra em cada autocarro”, refere a transportadora, acrescentando que irá continuar a monitorizar a procura, adequando a oferta ao longo das diferentes fases de desconfinamento.

Neste momento, estão também, segundo a empresa, em circulação todas as viaturas articuladas que compõem a sua frota e que têm um maior número de lugares sentados.

A empresa está também a distribuir aos seus trabalhadores equipamentos de proteção individual – viseiras, máscaras comunitárias reutilizáveis e luvas – que será de uso obrigatório.

Nas lojas de venda de títulos de transporte será também obrigatória a utilização de álcool gel, que está disponível de forma gratuita, para todos os clientes.

A limpeza e desinfeção foram também reforçadas nos autocarros, designadamente nas superfícies de contacto desde o início do estado de emergência, uma medida que a empresa continuará a desenvolver nos próximos tempos, conclui a transportadora.

O Governo decidiu na quinta-feira que, a partir da próxima segunda-feira, os transportes públicos terão de circular com lotação máxima de dois terços da sua capacidade e os utentes terão de obrigatoriamente usar máscara.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.