De acordo com a fonte, a explosão ocorreu cerca das 04:00 no cilindro de aquecimento de águas da habitação, e não causou feridos, mas deixou o apartamento - um 3.º andar de um edifício de quatro pisos - inabitável.

A projeção de destroços danificou ainda uma viatura que se encontrava estacionada na rua.

De acordo com os Sapadores Bombeiros do Porto, que mobilizaram nove homens e duas viaturas para o local, no apartamento viviam seis pessoas (uma criança, uma idosa e quatro adultos), que foram acolhidas em casa de familiares.

Uma avaliação da Proteção Civil permitiu já confirmar que a estrutura do edifício não foi afetada, pelo que não foi necessária a evacuação dos restantes apartamentos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.