O anúncio foi feito, numa nota à imprensa, pelo gabinete da ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, que adianta que a medida "entra em vigor no imediato".

Segundo a mesma nota, a "alteração de regras foi já comunicada pelo Instituto da Segurança Social a todos os centros distritais" e resolve "um dos principais constrangimentos identificados" pelos sem-abrigo, que é o de estarem num distrito diferente do da morada em que estão registados no sistema da Segurança Social.

O atendimento inclui o processamento de pedidos de apoio no âmbito de acompanhamento social, exemplificou à Lusa o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.