Um ex-líder paramilitar, acusado pelas autoridades colombianas de sequestrar durante quatro meses a sobrinha-neta do falecido escritor Gabriel García Márquez, foi preso neste sábado, informou o Ministério da Defesa.

"Capturado nas últimas horas o líder das extintas AUC (Autodefensas Unidas de Colombia) (...) que planeou o sequestro da empresária Melissa Martínez, sobrinha do Nobel Gabriel García Márquez", indicou a pasta em um comunicado.

Sem revelar a identidade nem os detalhes da detenção, o comunicado adiantou que o homem é "acusado de 13 massacres" e de "mais de 400 assassinatos".

Melissa Martínez foi raptada em 23 de agosto de 2018 quando saía de um terreno que administrava numa zona próxima à cidade de Santa Marta, no norte do país.

O presidente Iván Duque anunciou o seu "resgate" a 17 de dezembro do ano passado.

Martínez, de 35 anos e natural de Maracaibo, na Venezuela, é neta de Luis Enrique García Márquez, irmão do autor de "Cem anos de solidão", que morreu em 2014.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.