Numa pergunta dirigida ao ministro dos Negócios Estrangeiros, o deputado social-democrata José Cesário, eleito pelo círculo de fora da Europa, revelou que tem recebido informações transmitidas por membros da comunidade portuguesa na Argentina, denunciando que “as condições de atendimento na secção consular da embaixada de Portugal em Buenos Aires encontram-se em situação de total rutura”.

E dá o exemplo do registo de casamentos e de nacionalidades, que “chega a demorar mais de três anos”.

“O simples agendamento de cartões de cidadão ou de passaportes está a ser feito para julho do próximo ano, portanto com um atraso de oito meses”, disse.

Para o PSD, esta situação é “absolutamente escandalosa, dando uma imagem negativíssima da administração” portuguesa, “só comparável com casos do chamado terceiro mundo e criando enormes prejuízos aos utentes destes serviços consulares num país tão distante de Portugal e com uma comunidade de significativa dimensão”.

Os sociais-democratas querem que o ministro dos Negócios Estrangeiros informe “se o Governo está a desenvolver algumas medidas que permitam superar com urgência as graves deficiências que se estão a verificar no domínio do atendimento de casos de registo civil, de notariado e de emissão e renovação de documentos de identificação e de viagem” nesta secção consular.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.