O ataque foi perpetrado por dois suicidas contra a igreja metodista de Quetta, capital da muito instável província do Balouchistan, no momento do serviço religioso dominical.

O chefe da polícia provincial, Moazzam Jah, adiantou à AFP que entre os mortos encontram-se duas mulheres. Cinco dos 21 feridos estão em estado grave.

De acordo com o ministro do Interior de Balouchistan, Sarfraz Bugti, a polícia intercetou e abateu um dos bombistas antes deste entrar na igreja, mas o segundo homem-bomba conseguiu entrar no edifício, onde se fez explodir.

“A polícia atuou prontamente para impedir que os assaltantes atingissem a nave principal”, declarou Moazzam Jah.

“Deus protegeu-nos. Se os terroristas tivessem alcançado o seu propósito, mais de 400 vidas teriam sido ameaçadas”, referiu Sarfraz Bugti na rede social Twitter.

Os cristãos representam cerca de 1,6% dos 200 milhões de paquistaneses e são quotidianamente vítimas de discriminação no Paquistão, onde a maioria é muçulmana.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.