"Para os socialistas franceses, Mário Soares é uma figura emblemática e queria fazer-lhe uma homenagem pelo trabalho que fez em defesa da liberdade e da democracia", afirmou Alain Néri, em declarações aos jornalistas à saída do Hospital da Cruz Vermelha, onde o ex-Presidente da República se encontra internado desde 13 de dezembro.

Sublinhando que é amigo pessoal "muito próximo" de João Soares, filho do antigo chefe de Estado, Alain Néri disse ainda que, para os franceses, Mário Soares é "um exemplo" e "a prova que a liberdade pode impor-se em todos os países".

Além de Alain Néri, já passaram hoje pelo Hospital da Cruz Vermelha, onde se encontram também os filhos de Mário Soares, Isabel e João Soares, o socialista Vera Jardim e o advogado Vasco Vieira de Almeida.

O antigo Presidente da República Mário Soares encontra-se em coma profundo e em estado "muito crítico", segundo o último boletim clínico, divulgado pelas 13:00.

Internado desde o dia 13 de dezembro, o antigo Presidente fora transferido na quinta-feira dos Cuidados Intensivos para a "unidade de internamento em regime reservado" do Hospital da Cruz Vermelha, depois de sinais de melhoria do estado de saúde.

No entanto, no sábado, um agravamento súbito da situação clínica obrigou ao regresso do antigo chefe de Estado à Unidade dos Cuidados Intensivos.

Segundo o porta-voz da Cruz Vermelha, hoje Mário Soares já "não reage a estímulos externos", apesar de continuar "a respirar normalmente sem nenhum apoio técnico".

"Há um agravamento progressivo do estado de saúde", adiantou ao início da tarde José Barata.

O hospital da Cruz Vermelha emitirá nova informação clinica às 12:00 de terça-feira.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.