Bannon, arquiteto da linha nacionalista e anti-imigração da campanha eleitoral do presidente norte-americano, é a “estrela” do congresso do partido de Marine Le Pen, a decorrer este sábado e domingo em Lille, no norte de França.

“A História está do nosso lado e vai levar-nos de vitória em vitória”, afirmou ao congresso.

“Vocês fazem parte de um movimento que é maior que Itália, maior que a Polónia, maior que a Hungria”, acrescentou o também ex-diretor do ‘site’ Breitbart News, que definiu como plataforma da “alt-right”, a direita “alternativa”, isolacionista e racista, norte-americana.

O congresso da FN, que Le Pen designou como “congresso de refundação”, visa relançar o partido fundado nos anos 1970, para lhe permitir chegar ao poder, com novas linhas orientadoras, uma nova estrutura dirigente e um novo nome, a anunciar no domingo pela líder.

A presença de Steve Bannon no congresso só foi anunciada na sexta-feira à noite.

O ex-conselheiro de Trump participou também recentemente na campanha eleitoral em Itália, ao lado do líder do partido de extrema-direita Liga (ex-Liga do Norte), Matteo Salvini.

Steve Bannon foi diretor da campanha de Trump e, após a eleição, tornou-se conselheiro estratégico da Casa Branca, mas foi afastado sete meses depois, em agosto de 2017.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.