Numa nota enviada à Lusa, a equipa liderada pelo vice-almirante Gouveia e Melo adiantou que o centro terá ao seu serviço “28 militares dos três ramos das Forças Armadas e terá capacidade para administrar cerca de 1.200 doses diárias”.

Por agora, este espaço será apenas dedicado à vacinação da modalidade ‘casa aberta’, “ficando disponível para a vacinação de primeiras doses de utentes com idade igual ou superior a 50 anos” inscritos nos agrupamentos de centros de saúde de Lisboa Norte e que não tenham sido infetados nos últimos seis meses.

Segundo a ‘task force’, este centro de vacinação vai funcionar sete dias por semana, entre as 09:30 e as 17:30 e os utentes que desejem informar-se em tempo real sobre a disponibilidade deste espaço podem consultar o portal ‘sala aberta’ aqui.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.