Os 18 distritos do continente vão estar sob aviso amarelo devido à persistência de valores elevados das temperaturas máximas até às 22:00 de quarta-feira.

Também o aviso amarelo de tempo quente para o arquipélago da Madeira foi alargado até às 21:00 de quarta-feira.

Este aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, é emitido quando há uma “situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica”.

Na segunda-feira, a Autoridade Nacional de Proteção Civil anunciou o prolongamento do alerta vermelho em sete distritos do país até quarta-feira devido ao aumento do número de ocorrências que se tem registado.

O alerta vermelho, o mais grave da escala, foi ativado no sábado nos distritos de Braga, Bragança, Guarda, Porto, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.

Alexandre Penha, adjunto de operações nacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil, explicou que a decisão de prolongar o alerta – que estava inicialmente definido até segunda-feira – se deveu ao aumento do número de ocorrências de fogos, tendo-se registado 73 na sexta-feira, 98 no sábado, 113 no domingo.

A decisão de prolongar o alerta foi tomada “apesar de poder haver um desagravamento meteorológico”, sendo antes baseada no aumento das ocorrências, afirmou.

O IPMA prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade durante a tarde nas regiões do interior, em especial do Centro e Sul, com condições favoráveis à ocorrência de aguaceiros e trovoada.

A previsão aponta ainda para vento em geral fraco do quadrante leste, tornando-se do quadrante oeste a partir da tarde e soprando moderado de nordeste nas terras altas até final da manhã e no final do dia.

No que toca à radiação ultravioleta (UV), o IPMA avaliou os 18 distritos do continente e os arquipélagos dos Açores e da Madeira com um risco muito elevado de exposição.

Apenas as ilhas das Flores (grupo ocidental dos Açores) e Faial (grupo central) estão hoje em risco elevado de exposição á radiação UV.

Para as regiões com risco muito elevado e elevado, o IPMA recomenda a utilização de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol, protetor solar e evitar a exposição das crianças ao Sol.

O índice ultravioleta varia entre 1 e 2, em que o risco de exposição à radiação UV é baixo, 3 a 5 (moderado), 6 a 7 (elevado), 8 a 10 (muito elevado) e superior a 11 (extremo

As temperaturas mínimas no continente vão oscilar hoje entre os 16 graus Celsius (em Braga) e os 23 (em Faro e Castelo Branco) e as máximas entre os 30 (em Aveiro e no Porto) e os 39 (em Santarém).

Para a Madeira prevê-se céu pouco nublado e vento fraco a moderado do quadrante norte.

No Funchal as temperaturas vão variar entre os 21 e os 27 graus.

O IPMA prevê para hoje nas ilhas das Flores e Corvo (grupo ocidental dos Açores) céu muito nublado, períodos de chuva passando a aguaceiros e vento oeste bonançoso a moderado, rodando para norte tornando-se fresco com rajadas até 50 quilómetros por hora.

Nas ilhas de S. Jorge, Graciosa, Faial, Pico e Terceira (grupo central) períodos de céu muito nublado com abertas, aguaceiros fracos a partir da tarde e vento fraco.

Para as ilhas de S. Miguel e Santa Maria (grupo oriental) prevê-se céu muito nublado com abertas, possibilidade de aguaceiros fracos e vento nordeste bonançoso a moderado, enfraquecendo.

Em Santa Cruz das Flores as temperaturas vão oscilar entre os 22 e os 29 graus, na Horta entre os 21 e os 28, em Angra do Heroísmo entre os 20 e os 26 e em Ponta Delgada entre os 20 e os 27.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.