De acordo com as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, para hoje em Portugal continental são esperados aguaceiros fracos, passando a períodos de chuva no Norte e Centro a partir do final da tarde e uma pequena subida da temperatura mínima, que hoje descerá até aos 3º na Guarda.

Já as temperaturas máximas vão variar entre os 9º em Bragança e Guarda, 10º em Vila Real e Viseu, 13º em Braga, 14º em Viana do Castelo, Porto e Coimbra, 15º em Leiria, 16º em Lisboa e Santarém e 18º em Faro.

Para as ilhas, o IPMA prevê nos Açores períodos de céu muito nublado com abertas e vento sudoeste moderado (20/30 km/h), tornando-se fresco (30/40 km/h) com rajadas até 55 km/h para a noite, e na Madeira céu com períodos de muita nebulosidade e vento fraco a moderado (até 25 km/h) do quadrante norte.

As temperaturas mínimas vão variar entre os 14º em ponta Delgada e os 15 no Funchal e as máximas chegarão aos 19º em Ponta Delgada e 20º no Funchal.

Mau Tempo: Agitação marítima mantém costa Norte em aviso laranja

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), estão sob aviso laranja até às 14:59, por causa da agitação marítima, os distritos do Porto, Viana do Castelo, Leiria, Aveiro, Coimbra e Braga, com previsão de ondas de noroeste que podem atingir uma altura máxima de 10 metros.

O estado do mar obrigou também a encerrar as barras nas capitanias dos portos de Caminha, Viana do Castelo, Póvoa do Varzim, Vila do Conde, Douro, Nazaré e Cascais, segundo a Marinha.

Estes avisos laranja por causa da agitação marítima vão passar progressivamente a amarelo (um nível abaixo), abrangendo também outros distritos até meio do dia de quinta-feira.

De acordo com o IPMA, estarão sob aviso amarelo por causa da agitação marítima os distritos de Faro e Beja (até às 03:59 de quinta-feira), Lisboa e Setúbal (até às 05:59) e Viana do Castelo, Porto, Leiria, Aveiro Coimbra e Braga (até às 11:59).

Por causa da agitação marítima, a Marinha e a Autoridade Marítima Nacional alertaram na segunda-feira para as eventuais consequências da previsão de agravamento do estado do mar na costa oeste portuguesa.

Em comunicado, a Marinha adiantou que o alerta é dirigido a toda a comunidade piscatória e da náutica de recreio que se encontra no mar, especialmente a norte do Cabo da Roca, bem como a toda a população em geral que frequente as zonas costeiras ao logo de toda a faixa litoral oeste.

A Marinha recomenda à população que se abstenha da prática de passeios junto à costa e nas praias, bem como da prática de atividades lúdicas nas zonas expostas à agitação marítima.

Já aos pescadores lúdicos de pesca à cana a Marinha aconselha cautela, evitando pescar junto a zonas de arriba nas frentes costeiras atingidas pela rebentação das ondas.

149 ocorrências registadas com maior incidência em Aveiro, Coimbra e Viseu

O mau tempo já originou 149 ocorrências no continente português desde a tarde de terça-feira, como quedas de árvores ou inundações, sendo os distritos de Aveiro, Coimbra e Viseu os mais afetados, disse à Lusa fonte da Proteção Civil.

“O mau tempo já originou 149 ocorrências desde as 15:00 de terça-feira. Registámos 40 quedas de árvores, 58 inundações, 21 quedas de estruturas e 24 vias que necessitaram de limpeza, com os distritos de Aveiro, Coimbra e Viseu a serem os mais afetados”, referiu a fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), cerca das 00:00 de hoje.

A tempestade 'Bruno' não afeta diretamente Portugal, mas o sistema frontal que lhe está associado piorou as condições do tempo desde o final do dia de terça-feira.

Foram lançados avisos de precipitação, de rajadas (vento) e de agitação marítima para o país inteiro, sendo que o aviso laranja (o segundo mais grave) foi emitido para os distritos de Porto, Viana do Castelo, Leiria, Aveiro, Coimbra e Braga.

Segundo a mesma fonte da ANPC, os distritos de Viana do Castelo, Braga e Porto também foram afetados pelo mau tempo, mas com uma intensidade menor.

“A precipitação não será o mais grave, o mais grave será o vento e a agitação marítima. Podemos ter zonas com uma precipitação forte, mas por curtos períodos de tempo”, disse.

Para Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real e Guarda são esperadas rajadas de vento de 80 quilómetros por hora, que podem atingir os 120 quilómetros por hora nas terras altas.

No que respeita à agitação marítima, as ondas serão de noroeste com cinco a seis metros, podendo atingir o máximo de 10 metros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.