O novo pré-acordo laboral da fábrica de automóveis da Volkswagen, em Palmela, no distrito de Setúbal, não só garante o prémio anual por objetivos, que foi de cerca de 1.400 euros nos últimos dois anos, como aumentos salariais de 2% para os próximos dois anos e um aumento mínimo de 30 euros em 2022.

No anterior pré-acordo laboral, que foi rejeitado, o aumento mínimo para 2022 era de 25 euros e, em vez do prémio por objetivos, os trabalhadores teriam direito a um total de 44 'down-days' (dias de não produção, mas que são pagos na íntegra).

Caso seja aprovado este novo pré-acordo laboral, os trabalhadores garantem aquela que era uma das principais reivindicações, o prémio por objetivos, e a manutenção dos atuais 22 'down-days' em 2022 e 2023.

O pré-acordo laboral, que será votado na terça e quarta-feira, entre outras regalias, também consagra definitivamente, sem necessidade de qualquer negociação futura, as pausas de 10 minutos (atualmente são de sete minutos) e o pagamento de prémios de 100% para todos os horários de laboração aos fins de semana.

Este é já o terceiro pré-acordo laboral negociado pela Comissão de Trabalhadores e a administração da Autoeuropa para o biénio 2022/2023, dado que os dois anteriores foram rejeitados, nas votações realizadas em 21 de maio do ano passado e no passado dia 25 de fevereiro.

Os resultados da votação do novo pré-acordo deverão ser conhecidos cerca das 22:00 de quarta-feira.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.