A Câmara Municipal de Sintra adianta, em comunicado, que a interdição ao trânsito, decretada às 20:00 de hoje, será avaliada, de 12 em 12 horas, podendo ser "agravada ou desagravada", tendo em conta as condições que se possam vir a registar.

A decisão foi tomada devido à “forte precipitação e intensidade do vento que se verifica na zona, associado ao elevado número de queda de árvores que se verificou esta sexta-feira”, adianta.

A autarquia apela “a todos para evitarem qualquer atividade na Serra de Sintra, devido ao elevado risco na zona”.

A principal estrada da Serra de Sintra, entre o cruzamento da Azoia/cruzamento da Portela e Portela Capuchos, já se encontrava encerrada desde quinta-feira.

A Câmara de Sintra decidiu também encerrar ao público o Reino do Natal este sábado e todas as atividades no terreiro do Palácio Nacional de Sintra.

Os monumentos que integram o perímetro da Serra de Sintra estarão encerrados este sábado, nomeadamente o Palácio Nacional da Pena e o Castelo dos Mouros.

“A Serra de Sintra integra uma região de proteção classificada sensível ao risco de queda de árvores e desmoronamentos de terras nas atuais condições meteorológicas, sendo caracterizada por um elevado número de visitantes. Torna-se assim fundamental acautelar na zona a proteção de pessoas e bens no atual contexto climatérico”, sublinha a autarquia em comunicado.

Segundo a autarquia, todos os corpos de bombeiros se encontram em estado de “alerta laranja” no concelho de Sintra.

A Proteção Civil reforçou a estrutura de resposta operacional para as próximas 48 horas, de forma a garantir o permanente acompanhamento e controlo de todas as eventuais ocorrências.

A autarquia tem em curso o aumento das ações de monitorização, com especial enfoque nas áreas historicamente identificadas como mais sensíveis.

“A tomada de medidas de prevenção ativa, vigilância e de planeamento operacional, através dos Agentes de Proteção Civil (APC), entidades cooperantes, tem em vista uma resposta antecipada e imediata a possíveis emergências, nomeadamente no que diz respeito à desobstrução de linhas de água em zonas historicamente mais vulneráveis e a salvaguarda de infraestruturas na orla costeira”, refere no comunicado.

O mapa da interdição das vias pode ser consultado online.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.