Segundo um comunicado publicado na página da Internet da Comarca de Beja, o coletivo que julgou o caso deu como provado um crime de abuso sexual de pessoa incapaz de resistência.

Além da pena de seis anos de prisão, o arguido foi também condenado na pena acessória de suspensão de funções por igual período e ao pagamento de 15 mil euros à vítima, por danos não patrimoniais.

As fontes judiciais indicaram que o enfermeiro, atualmente com 36 anos, estava acusado pelo Ministério Público de ter abusado sexualmente de uma doente que deu entrada no hospital de Beja com excesso de medicação.

De acordo com as mesmas fontes, o caso aconteceu em julho de 2013 e o arguido terá concretizado os abusos quando acompanhou a doente a uma casa de banho nas urgências do hospital.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.