Num discurso proferido esta quarta-feira, 5 de outubro, no Nevada, Donald Trump pediu a todos que se registem e vão votar nas eleições presidenciais de 8 de novembro, incluindo aqueles que tiverem uma doença terminal.

O candidato começou por dizer que "estava a brincar", mas insistiu na ideia, chegando mesmo a afirmar que "não queria saber" se as pessoas estavam ou não em condições de saúde para satisfazer o seu pedido.

"Estou a brincar, mas quero mesmo dizê-lo: eu não quero saber o quão doentes estão, não quero saber se acabaram de chegar do médico e ele vos deu o pior diagnóstico possível, ou seja, 'acabou, não estarão por cá em duas semanas', não importa. Aguentem-se até 8 de novembro, saiam e vão votar. E aí, tudo o que vamos dizer é: 'amamos-vos e vamos recordar-vos para sempre'. Saiam e vão votar, e não deixem o outro lado [dos democratas] tirar-nos estas eleições, porque esta é a última hipótese que temos”.

A principal concorrente de Donald Trump na corrida à Casa Branca é a democrata Hillary Clinton. Nas sondagens mais recentes, publicadas esta sexta-feira, os candidatos estão muito próximos no que concerne as intenções de voto.

A sondagem da Rasmussen atribui à ex-secretária de Estado 43% das intenções de voto, contra 42% para Trump. Já a sondagem realizada para o LA Times coloca o candidato republicano à frente com 46% das intenções de voto, contra 44% para a candidata democrata.

Veja o vídeo com as declarações do candidato republicano à Casa Branca (em inglês).

 

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.