Pelo menos 23 pessoas morreram na região oriental do Alabama com a passagem de vários tornados muito violentos.

“Vou ao Alabama na sexta-feira”, anunciou Donald Trump em declarações na Casa Branca, considerando como uma “situação trágica” os eventos meteorológicos, que provocaram também importantes estragos materiais.

As autoridades norte-americanas, citadas pelos meios locais, indicaram hoje que sete ou oito pessoas ainda se encontram desaparecidas, pelo que o número de vítimas – entre os 6 e os 89 anos, sete das quais membros de uma só família - pode ainda aumentar.

De acordo com as primeiras estimativas dos serviços meteorológicos norte-americanos (NWS), o tornado que atingiu o condado de Lee no domingo era de tipo “EF-4”, o que significa que foi acompanhado de ventos que ultrapassaram os 270km/h.

O xerife do condado de Lee, Jay Jones, há várias décadas no cargo, afirmou nunca ter visto “um tal nível de destruição”, após a passagem do tornado, que deixou estragos substanciais ao longo de uma trajetória com uma banda de cerca de 400 metros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.