O Dicastério para a Cultura e Educação foi criado no âmbito da renovação da Cúria Romana, com a entrada em vigor da nova constituição ‘Praedicate Evangelium’ e reúne as responsabilidades que até agora estavam atribuídas à Congregação da Educação Católica e ao Conselho Pontifício para a Cultura, ficando com a tutela, nomeadamente, da rede escolar católica do mundo inteiro, com 1.360 universidades católicas e 487 universidades e faculdades eclesiásticas com 11 milhões de alunos e outras 217 mil escolas com 62 milhões de crianças.

Por outro lado, o cardeal madeirense Tolentino Mendonça coordenará o diálogo da Igreja universal com o mundo da cultura.

Está confirmado. Cardeal Tolentino Mendonça é o novo "ministro" da Cultura e Educação do Vaticano
Está confirmado. Cardeal Tolentino Mendonça é o novo "ministro" da Cultura e Educação do Vaticano
Ver artigo

D. José Tolentino Mendonça, de 56 anos, vai substituir no ex-Conselho Pontifício para a Cultura o cardeal Gianfranco Ravasi, que completa os 80 anos em outubro, e na ex-Congregação da Educação Católica, o cardeal Giuseppe Versaldi, que fez 79 anos em julho.

Até agora, o cardeal português desempenhava as funções de arquivista e bibliotecário do Vaticano.

  • Ministério da Cultura

O ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, afirmou que a nomeação é "o reconhecimento de uma grande personalidade da cultura portuguesa".

"É mesmo uma grande satisfação do ponto de vista pessoal e um reconhecimento da sua singularidade, não apenas em Portugal, mas no contexto da Igreja Católica. É uma decisão que nos deixa a todos, portugueses, muito contentes", disse.

  • Conferência Episcopal Portuguesa (CEP)

A Conferência Episcopal Portuguesa manifestou a sua "profunda alegria" pela nomeação e felicita Tolentino Mendonça "pela sua humilde disponibilidade ao aceitar este relevante serviço à Igreja universal e às Igrejas locais".

"A Conferência Episcopal reconhece toda a sua experiência, dedicação, saber e competência com que exercerá este novo serviço que lhe é pedido pelo Papa Francisco nos setores da Cultura e da Educação, num importante momento de renovação das estruturas da Igreja à luz da nova constituição apostólica ‘Praedicate Evangelium’", foi referido em comunicado.

  • Universidade Católica Portuguesa (UCP)

Numa nota publicada na página da UCP na internet, a reitora Isabel Capeloa Gil sublinha ter sido "com enorme orgulho que a Universidade Católica" recebeu a notícia da nomeação de Tolentino Mendonça para o novo cargo, recordando que o cardeal foi vice-reitor da Universidade Católica entre 2012 e 2018.

"Intelectual e académico distinto, a nomeação do cardeal Tolentino Mendonça constitui um importante sinal de transformação num campo determinante para a afirmação de sociedades mais coesas, sobretudo face às ameaças e contradições violentas do nosso presente", acrescentou.

  • Diocese do Funchal 

"É um orgulho para a nossa região ver um dos seus filhos a servir o Papa nesta grande responsabilidade ao serviço do anúncio do Evangelho", lê-se numa nota publicada na página da Internet da Diocese do Funchal.

Na curta mensagem, a diocese e o bispo do Funchal, Nuno Brás, "saúdam o Cardeal Tolentino Mendonça pela nomeação para Prefeito do Dicastério da Cultura e Educação no Vaticano e desejam as maiores felicidades".

  • Assembleia da Madeira

Numa nota, o presidente do parlamento madeirense, José Manuel Rodrigues, realça que a Diocese do Funchal, que "já foi a maior do mundo, volta a ter um dos seus numa missão relevantíssima para uma Igreja que se procura regenerar, rejuvenescer e ir ao encontro de novas realidades, de outras crenças e de diferentes culturas".

  • Comissão Episcopal da Educação Cristã e Doutrina da Fé

O presidente da Comissão Episcopal da Educação Cristã e Doutrina da Fé recordou a experiência do cardeal Tolentino Mendonça nas áreas da Cultura e da Educação.

"Está bem preparado para este cargo que o Santo Padre lhe confia. Em relação à Igreja portuguesa, é com natural alegria que recebemos esta nomeação e recordamos bem, como fundamental, o diálogo com a cultura que ele fazia. Somos chamados a continuar este trabalho no qual desempenhou um papel muito grande", sublinhou o também bispo de Aveiro, António Moiteiro, numa nota enviada à agência Lusa.

O prelado acrescenta que "no caso da educação católica existe um mundo vasto de escolas onde a identidade católica deve ajudar os alunos na sua educação: uma educação humana, que tenha no centro o humano e os valores cristãos", onde se possam preparar para "serem fermento e mudança no mundo de hoje".

  • Presidente da República

“O Presidente da República manifesta o mais profundo regozijo pela nomeação, pelo Santo Padre, do cardeal dom José Tolentino de Mendonça para prefeito do novo Dicastério para a Cultura e Educação do Vaticano, expressando o reconhecimento do homem com um exemplar percurso de fé e vulto maior da cultura contemporânea, promovendo sempre o diálogo com a densidade espiritual, intelectual e humana por todos testemunhado”, lê-se numa mensagem da Presidência da República.

Na nota, Marcelo Rebelo de Sousa assume-se “amigo e admirador de longos anos”, apresenta calorosos cumprimentos e “destaca o permanente ‘facilitador de encontros’”, como Tolentino de Mendonça se definiu.

“O Chefe do Estado em seu próprio nome e em nome de todos os portugueses deseja as maiores venturas para o exercício de tão relevantes funções”, conclui-se na mensagem publicada.

(Notícia atualizada às 19h44)

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.