“Estamos em vias de estudar os anúncios” das autoridades iranianas, disse uma porta-voz da Comissão Europeia na habitual conferência de imprensa diária.

“Continuaremos a respeitar os compromissos assumidos no quadro do acordo nuclear, desde que o Irão respeite os seus”, sublinhou Maja Kocijancic.

A porta-voz para a política externa acrescentou ainda que a Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) confirmou que o Irão continua a respeitar o acordo, acrescentando que Bruxelas está a preparar-se “para defender os interesses europeus”, referindo-se às sanções dos EUA contra Teerão, nomeadamente comprando petróleo ao país.

O Irão informou na segunda-feira a AIEA de que vai aumentar a sua capacidade de enriquecer urânio dentro dos limites determinados pelo acordo de 2015 com as grandes potências, disse hoje um dirigente iraniano.

“Foi entregue ontem (segunda-feira) uma carta na agência sobre o início de certas atividades”, indicou o vice-presidente iraniano Ali Akbar Salehi, citado pela agência noticiosa iraniana Fars.

“Estas medidas não significam que as negociações [com a Europa] falharam”, afirmou Salehi, referindo-se às discussões entre o Irão e a União Europeia, a Alemanha, a França e o Reino Unido para tentar manter a adesão de Teerão ao acordo, apesar da saída dos EUA.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.