A diplomacia europeia considera que este tiro de míssil “é uma violação flagrante das obrigações internacionais da Coreia do Norte, tal como está determinado em muitas resoluções do Conselho de Segurança da ONU”.

No mesmo comunicado, a UE adverte Pyongyang “de abster-se de novas provocações que podem aumentar as tensões regionais e mundiais”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.