As entidades de emergência da cidade de Norilsk, no Ártico Russo, alertaram na terça-feira os residentes locais sobre um urso localizado numa cidade do distrito, a procurar alimentos no lixo, a mais de 800 km de seu habitat natural.

Anatoly Nikolaichuk, chefe do departamento de caça local, disse à agência de notícias Tass que a última vez que um urso polar foi visto na área envolvente de Norilsk foi há mais de 40 anos.

A mesma fonte acrescentou que as autoridades locais vão agora decidir como podem apanhar o animal e devolvê-lo ao norte.

As incursões de ursos polares em busca de comida são cada vez mais frequentes na região norte da Rússia, à medida que seu habitat e sua alimentação se deterioram em consequência da mudança climática e do degelo.

Os ambientalistas afirmam que os animais selvagens estão a sofrer com a redução do ambiente de caça e a diminuição do gelo, à medida que o ártico vai ficando mais quente.

Na Rússia os ursos polares são considerados uma espécie em risco de extinção e a sua caça é proibida.

Em fevereiro, os moradores do arquipélago ártico de Nova Zembla registaram uma invasão de dezenas de ursos polares agressivos que procuravam comida. As autoridades declararam estado de emergência, mas os ursos só abandonaram a região dez dias mais tarde.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.