A Câmara de Estremoz anunciou na segunda-feira, em comunicado, a existência dos dois primeiros casos de covid-19 no concelho, ligados ao lar da Misericórdia de Veiros, pelo que foram testados utentes e funcionários.

O autarca indicou à agência Lusa que entre 10 e 12 pessoas de Veiros que contactaram com o casal estão hoje a ser testados, devendo o resultado ser conhecido na quarta-feira.

Francisco Ramos esclareceu que, além do casal infetado, que "está isolado em casa" em quarentena, "há um terceiro caso" no concelho.

Trata-se de um homem residente na freguesia da Glória, que veio de Moçambique, segundo informação que chegou hoje à câmara municipal através do delegado de Saúde de Estremoz.

De acordo com o autarca, o homem proveniente de Moçambique reside no Vale de Infante, na serra d´Ossa, "tem toda a família em quarentena" e "não foi testado, nem em Moçambique, nem na chegada a Portugal, tendo realizado o teste em Évora".

Contactada pela Lusa, fonte do Lar da Misericórdia de Veiros tinha já confirmado os dois casos e explicou que a instituição tem 36 utentes e cerca de 30 funcionários.

No domingo, segundo o autarca, quatro funcionários do lar que "tinham tido contacto mais próximo com a provedora na passada terça-feira, último dia em que a senhora tinha estado na instituição, foram testados", tendo os resultados chegado na segunda-feira, “todos negativos".

"Os restantes funcionários e também os utentes do lar" efetuaram na segunda-feira os testes na instituição, tendo hoje sido conhecidos os resultados, também negativos, acrescentou.

Portugal contabiliza pelo menos 1.843 mortos associados à covid-19 em 60.507 casos confirmados de infeção, segundo o mais recente boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.