A entrega do título teve lugar num evento na Faculdade de Ciências da Universidade Central da Venezuela (UCV) e a maioria dos lusodescendentes pertencem à Fundação Luso-venezuelana Cerro Bolívar (FCB), que agora "têm a missão de atender e prestar assessoria a portugueses carenciados" em zonas do estado venezuelano de Bolívar, no sudeste do país.

"Trata-se de um evento sem precedentes e muitos destes profissionais exercem atualmente como médicos, advogados, engenheiros e professores, que a partir de agora vão liderar Organizações-Não Governamentais de defesa dos Direitos Humanos, no país", explicou o presidente da FCB à agência Lusa.

Luís Augusto dos Santos explicou que a FCB "tem feito um trabalho humanitário no estado de Bolívar, atendendo pessoas com carências, doentes ou idosos”.

"Agora também estamos a apoiar a Embaixada de Portugal (em Caracas) fazendo chegar medicamentos aos presos políticos, portugueses e lusodescendentes, em várias cadeias do país", frisou.

"Estamos a tentar há 30 anos informar, educar e reeducar a sociedade, fazendo com que os venezuelanos saibam que têm direitos, virtudes, compromissos e deveres. Também que é preciso o compromisso de todos para mudar a sociedade", disse Yessica Rojas, do Insut.

Por outro lado, a responsável considerou que na Venezuela os direitos humanos "são um tema bastante complexo" devido à crise política, económica e social "que é real e afeta muitos aspetos da sociedade".

"A população tem tido que sair do país, por obrigação e não por planificação. Todos, tanto dentro do país como no estrangeiro, estamos a lutar (...) um dia verei regressar os meus companheiros. Conheço muitos que (no estrangeiro) choram lágrimas de saudade do seu país. Também muitos que, a partir do estrangeiro, trabalham por esta nação. Continuamos a ser o mesmo país e não nos rendemos nunca", concluiu.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.