"A Região elogia a forma empenhada como o Governo da República lidou com a situação, que foi acompanhada desde a primeira hora pelo Governo Regional", diz uma nota distribuída pelo Gabinete da Presidência.

O Gabinete adianta que o secretário regional da Educação, Jorge Carvalho, está hoje em Lisboa para se reunir com o secretário de Estado das Comunidades, sobre "o caso agora resolvido e ainda de outras questões que se prendem com a segurança" dos madeirenses na Venezuela, bem como "outros assuntos relacionados com o apoio aos emigrantes que, entretanto, regressaram à Madeira".

Os 34 gerentes das duas redes de supermercados de portugueses vão aguardar o desenrolar deste processo em liberdade, sujeitos a apresentações periódicas, disseram à Lusa fontes das empresas.

Os 34 detidos hoje libertados, uma dezena dos quais portugueses e lusodescendentes, são acusados pelas autoridades venezuelanas de boicote económico, com açambarcamento de produtos e incumprimento dos preços máximos de venda ao público de produtos básicos.

Os gerentes em causa estão acusados, também, de não terem à venda, nas prateleiras, bens essenciais, como carne, frango, arroz ou massa.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.