Na noite de quarta-feira, o candidato presidencial do Chega defendeu que setores como restauração, cafetaria, pequeno comércio e eventos culturais devem permanecer abertos e sugeriu que o primeiro-ministro, António Costa, se prepara para abandonar o cargo brevemente. Mas não ficou por aí: André Ventura voltou a recorrer aos insultos pessoais para alguns dos seus concorrentes ao Palácio de Belém, como a socialista Ana Gomes, a bloquista Marisa Matias, o comunista João Ferreira ou o atual chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa.

No caso de Marisa Matias, as palavras de André Ventura criaram uma onda de respostas nas redes sociais, recorrendo à hashtag #vermelhoembelem.

A candidata às presidenciais foi analisada pelo presidente do Chega como estando a ter "uma performance muito abaixo do que seria expectável, com ar de que todos lhe devem dinheiro e ninguém lhe pagou". Além disso, Ventura frisou ainda "os lábios muito vermelhos" de Marisa, dizendo que a bloquista "não está muito bem em termos de imagem, de performance" e que pinta os lábios "como se fosse uma coisa de brincar".

Marisa Matias fez referência ao sucedido no Twitter, publicando uma fotografia sua de lábios pintados, com a hashtag em questão, que se tornou um dos assuntos do momento na rede social.

No que diz respeito aos outros candidatos, André Ventura referiu que o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, é como aquele "avô bêbado que a gente tem em casa que, a partir de um certo momento, começa a não achar graça às piadas" e disse que que "Marcelo está em casa, mas de máscara para a câmara. Sozinho, parecia uma espécie de fantasma. Não estou a dizer que é um esqueleto, estou a dizer que parecia...", declarou, referindo-se ao debate televisivo a sete da véspera.

Quanto a Ana Gomes, a candidata foi apelidada de "contrabandista", em virtude do episódio da toma da vacina contra a gripe trazida por uma amiga de França, e "ar de operário beto de Cascais" foi o epíteto que coube em sorte a João Ferreira, sublinhando-se que "o PCP não paga impostos da Festa do 'Avante!' desde 1974".

À saída do comício, no Centro de Artes do Espetáculo de Portalegre, um grupo de perto de duas dezenas de jovens esperou pela saída de André Ventura para lhe chamar fascista e entoar algumas partes da canção de Zeca Afonso "Grândola, Vila Morena".

Alguns elementos da comitiva do Chega e militantes locais do partido reagiram com insultos e a troca de argumentos subiu de tom, prolongando-se por quase 20 minutos até os ânimos se acalmarem.

Já são várias as reações aos insulto a Marisa Matias no Twitter, com vários dirigentes bloquistas a entraram nesta onda de apoio à candidata — e nem a concorrente Ana Gomes ficou de fora. Todavia, fora do partido e entre anónimos também é visível este apoio.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.