Em comunicado, a GNR indica que a detenção ocorreu na sexta-feira no âmbito de uma denúncia a dar conta de que o suspeito estava a deslocar-se para o local de trabalho da vítima.

“[O objetivo era] atentar contra a sua integridade física”, lê-se no comunicado desta polícia militar.

Confirmados os factos, o suspeito foi detido, tendo sido apurado que o alegado o agressor estava obrigado ao cumprimento de afastamento da vítima, medida decretada desde julho do ano passado.

De acordo com a GNR, o detido foi constituído arguido e presente no Tribunal Judicial de Aveiro no sábado, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

A GNR aproveita para recordar que a violência doméstica é um crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva.

As queixas podem ser feitas no Portal Queixa Eletrónica, via telefone através do 112, bem como no Posto da GNR mais próximo da área de residência.

Existe, ainda, uma aplicação, a ‘App MAI112’, destinada exclusivamente aos cidadãos surdos, bem como uma a aplicação ‘SMS Segurança’ para o mesmo feito.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.