Recebido na Câmara de Leiria pelo presidente Raul Castro, Xanana Gusmão, que preside ao G7+, ficou a conhecer, através de uma apresentação, a mancha florestal ardida nos últimos incêndios de domingos, nos concelhos de Alcobaça, Leiria, Marinha Grande e Pombal.

Raul Castro revelou ainda que, durante o incêndio, houve dois carros de bombeiros que foram consumidos pelas chamas, um da corporação dos Voluntários de Leiria e outro dos Bombeiros Municipais de Leiria.

"Foram situações complicadas da gestão do próprio incêndio, que resultou no abandono de uma viatura dos bombeiros municipais, porque com a evolução que o vento teve acabou por causar perigo aos nossos bombeiros e dois deles tiveram de ser hospitalizados", comunicou ainda o autarca.

Xanana Gusmão comunicou que o grupo G7+ decidiu "apresentar a solidariedade e muito carinho" para com as vítimas dos incêndios e adiantou que será entregue um donativo ao município para responder a algumas necessidades urgentes do concelho.

O líder dos G7+ foi depois acompanhado pelo presidente da Câmara de Leiria e os restantes membros do grupo numa visita a algumas das áreas ardidas.

Na Praia da Vieira, o presidente da Câmara da Marinha Grande, Paulo Vicente, foi o anfitrião deste concelho, onde ardeu cerca de 80% do pinhal de Leiria.

Fundado em 2010, o G7+ é constituído por 20 estados considerados frágeis ou afetados por conflitos internos: Timor-Leste, Afeganistão, Burundi, Chade, Comores, Costa do Marfim, Guiné, Guiné-Bissau, Haiti, Iémen, Ilhas Salomão, Libéria, Papua Nova Guiné, República Centro-Africana, República Democrática do Congo, São Tomé e Príncipe, Serra Leoa, Somália, Sudão do Sul e Togo.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.