Asif Kapadia, cineasta por trás dos premiados documentários “Senna” (2010) e “Amy” (2015), vai contar a vida de Diego Maradona, um dos maiores futebolistas de todos os tempos, no grande ecrã.

O documentário sobre o astro argentino foi apresentado ontem, domingo, no Festival de Cannes, numa sessão em que o próprio Maradona não pôde marcar presença devido a uma “lesão no ombro” que está a requerer um acompanhamento médico, informaram os produtores do filme.

O filme que só chegará às salas de cinema britânicas a 14 de junho — e ainda sem data de estreia prevista em Portugal — tem, para já, disponível um trailer para o grande público.

O trabalho de Kapadia é construído a partir de 500 horas de material inédito do arquivo pessoal de Maradona, filmado entre 1981 e 1987, e foca-se no período em que o argentino esteve em Nápoles e como guiou a equipa ao primeiro título da sua história no campeonato italiano. Mas também no lado humano do jogador, do vício em drogas e na relação com as filhas e antiga esposa.

Vencedor de dois campeonatos italianos e de uma Taça UEFA com o Nápoles e campeão mundial em 1986, a antiga estrela do futebol argentina orientou a seleção do seu país , mas a sua carreira técnica não teve os mesmos êxitos que ‘El Pibe’ teve como jogador. Como treinador, Maradona orientou o Deportivo Mandiyú (1994) e o Racing Club (1995), ambos na Argentina, o Al-Wasl (2011-2012), dos Emirados Árabes Unidos, e a seleção da Argentina (2008-2010), da qual saiu depois da eliminação nos quartos de final do Mundial de 2010, perante a Alemanha. Atualmente, treina atualmente o Dorados de Sinaloa, da segunda divisão mexicana.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.