Os adeptos da equipa da série B do Campeonato de Portugal, que perdeu hoje na receção à formação da I Liga, por 3-2, após prolongamento, em jogo dos oitavos de final da ‘prova rainha’, subiram um muro relativamente baixo numa das extremidades do recinto e chegaram à bancada, dirigindo protestos e insultos ao árbitro da Associação de Futebol de Vila Real.

Um desses adeptos, aparentemente menor de idade, entrou até no relvado, na direção do juiz, mas um elemento da GNR identificou-o e colocou-o de novo na bancada.

Os protestos deveram-se à segunda grande penalidade assinalada a favor do Belenenses SAD, que permitiu a Miguel Cardoso igualar o desafio 2-2, aos 90+7 minutos, e levá-lo para prolongamento, com os adeptos a entenderem a que a falta do guarda-redes Danny Carvalho sobre Francisco Teixeira não existiu.

As pessoas afetas ao Fafe entraram no estádio numa fase em que não é permitida a presença de público nos jogos de futebol, devido à pandemia de covid-19.

Portugal vai, aliás, entrar no nono Estado de Emergência às 00:00 de sexta-feira até 30 de janeiro, sendo permitida a realização de eventos desportivos de ligas profissionais ou equivalentes ou de prática de atividade física ao ar livre, mas não a presença de pessoas em recintos desportivos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.