Apesar de a equipa treinada pelo espanhol Pep Guardiola não ter revelado o valor da transferência, a imprensa inglesa indica que se trata de um valor recorde em Inglaterra, superando os 105 milhões que o rival United pagou à Juventus para fazer regressar o francês Paul Pogba, em 2016, ano em que o português José Mourinho comandava os ‘red devils’.

"Estou muito feliz por me juntar ao Manchester City. O City é o melhor clube do país e tem o treinador que é considerado o melhor do mundo - é um sonho realizado ser parte deste clube. Nas últimas 10 temporadas, eles ganharam troféus consistentemente. Pep chegou aqui e levou o clube a um novo nível, e o futebol que esta equipa joga é o mais empolgante da Europa. Jogar com Pep e aprender com ele vai ser especial, algo que todos os jogadores quereriam", disse o ex-jogador dos ‘villans’, ao sítio oficial do emblema de Manchester.

Natural de Birmingham, o habilidoso médio inglês, de 25 anos, passou toda a sua carreira no Villa, pelo qual registou 32 golos e 43 assistências em 213 encontros, contudo, em 2013/14, foi cedido por uma temporada ao Notts County, da 'League One'.

No campeão britânico, Grealish vai ser companheiro dos portugueses João Cancelo, Rúben Dias e Bernardo Silva e envergar a camisola 10, que pertencia ao avançado Sergio Aguero, que deixou o clube no final da temporada passada para assinar pelo FC Barcelona.

No Euro2020, disputado entre junho e julho, o médio foi opção para o selecionador Gareth Southgate em cinco dos sete encontros que a seleção dos ‘três leões’ disputou, sendo que, em apenas um, foi titular, diante da República Checa, na terceira jornada do grupo D.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.