O avançado internacional português anotou o 11.º tento na Bundesliga de 2021/22, aos 40 minutos do jogo da 33.ª e penúltima jornada da prova, com um forte e colocado remate à entrada da área da equipa visitante, depois de retirar um jogador adversário do caminho.

O Leipzig deu maior expressão ao triunfo na segunda parte, graças ao ‘bis’ do avançado francês Nkunku, aos 48 e 57 minutos, após assistências do colega de seleção Mukiele, e à grande penalidade convertida pelo sueco Forsberg, aos 64, que lhe permitiu desalojar o Friburgo do quarto lugar.

A equipa de André Silva, que foi substituído pelo dinamarquês Yussuf Poulsen aos 71 minutos, passou a ocupar o último lugar que dá acesso à Liga dos Campeões da próxima temporada, com dois pontos de vantagem sobre o Friburgo, quinto posicionado, que no sábado perdeu por 4-1 na receção ao Union Berlim.

Horas antes, Tiago Tomás tinha inaugurado o marcador no estádio do campeoníssimo Bayern Munique de forma idêntica, com um remate de primeira à entrada da área que surpreendeu o guarda-redes Manuel Neuer, aos oito minutos, contribuindo decisivamente para o empate 2-2 do Estugarda.

O decacampeão alemão reagiu ao tento do avançado emprestado pelo Sporting ao Estugarda – que marcou o quarto golo da temporada na Liga – e virou o resultado ainda antes do intervalo, com golos do grego Mavropanos, na própria baliza, aos 35, e Thomas Müller, aos 44, antes de o austríaco Kalajdzic voltar a igualar, aos 52.

O Bayern Munique recebeu o troféu de campeão com um resultado pouco entusiasmante, depois de já ter perdido na ronda anterior, no estádio do Mainz (3-1), num raro jogo em ‘branco’ para o avançado polaco Robert Lewandowski, melhor marcador da prova, com 34 golos.

Um remate à barra aos 76 minutos – na terceira vez em que a equipa de Munique acertou nos ‘ferros’ da baliza adversária – foi o mais perto que Lewandowski esteve de imitar Tiago Tomás, num encontro em que o Bayern terminou com 10 jogadores, devido à expulsão do francês Kingsley Coman, aos 90+6 minutos.

O clube bávaro, que em 23 de abril confirmou a conquista do 32.º título de campeão, o 10.º seguido, após um triunfo por 3-1 na receção ao Borussia Dortmund, ficou agora com 10 pontos de vantagem sobre o rival, que no sábado se tinha imposto por 3-1 no reduto do Greuther Fürth.

O Estugarda manteve-se na 16.ª e antepenúltima posição, em lugar de ‘play-off’ de manutenção no escalão principal, a três pontos de distância do Hertha Berlim (15.º) e com três de vantagem sobre o Arminia Bielefeld (17.º), podendo terminar em qualquer destas três posições.

Gonçalo Paciência foi outro avançado português em destaque na penúltima ronda da Bundesliga e o golo do jogador do Eintracht Frankfurt não foi menos espetacular, com um remate ainda mais distante da baliza, aos 66 minutos, que proporcionou o empate 1-1 na receção ao Borussia Mönchengladbach.

Os visitantes, que tinham aberto a contagem logo aos quatro minutos, por intermédio do avançado francês Plea, ocupam um tranquilo 10.º lugar, dois acima da equipa de Gonçalo Paciência, que concretizou o terceiro golo da época no campeonato germânico.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.