Trata-se de um “procedimento normal” sempre que é “colocada em causa a honorabilidade e respeitabilidade dos árbitros”, explicou a mesma fonte, que frisou ainda que a decisão está “em linha” com queixas anteriores relacionadas com outros clubes.

Em causa estão declarações do treinador Jorge Jesus, que disse, na conferência de imprensa após o jogo com o FC Porto, na quinta-feira, que o árbitro, Artur Soares Dias, teve influência direta no empate 1-1 registado entre as duas equipas.

Já hoje, o Benfica também acusou a equipa de arbitragem de atuar com “dualidade de critérios”, enquanto as queixas contra Grimaldo e Otamendi estão relacionadas com publicações dos jogadores na rede social Twitter.

“A mesma história de sempre… Vergonhoso”, escreveu o defesa esquerdo, enquanto o defesa central considerou “vergonhoso” e “inacreditável” o trabalho da equipa de arbitragem, sem, contudo, se referirem especificamente à mesma.

O Benfica empatou 1-1, na quinta-feira, com o FC Porto e manteve-se a quatro pontos de distância dos ‘dragões’, que, com seis pontos, nas três jornadas que faltam, asseguram a entrada direta na Liga dos Campeões.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.