O 41.º jogador mundial completou a reviravolta perfeita da Argentina, que entrou na última jornada a perder por 1-2, impondo-se ao 20.º tenista ATP, por 6-3, 6-4 e 6-2, em duas horas e dez minutos.

Este é o primeiro título da Taça Davis para a Argentina, que tinha perdido as quatro finais anteriormente disputadas (1981, 2006, 2008 e 2011).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.