Os bávaros entraram em campo cientes do empate um pouco antes do Borussia Dortmund, que esteve a vencer por 3-0, um dos golos do português Raphael Guerreiro, e permitiu que o Hoffenheim igualasse a 3-3, a 15 minutos do final.

Se motivação já existia para o hexacampeão alemão, ela certamente cresceu um pouco mais e, diante do Schalke, a equipa foi sempre mais capaz, apesar de ainda ter consentido a igualdade a 1-1.

O Bayern, com Renato Sanches fora dos convocados, por lesão, esteve a vencer por 1-0, num autogolo do holandês Jeffrey Bruma (12 minutos), mas sofreu o empate, num rápido contra-ataque finalizado por Kutucu (25).

Durou pouco a satisfação dos visitantes, com Robert Lewandowski a recuperar a vantagem nos minutos seguintes, aos 27, num jogo cujo resultado ficaria definido por Gnabry aos 57, em 3-1.

Com esta vitória, o Bayern reduziu para cinco pontos a diferença para o Borussia Dortmund, e deixou para trás o Borussia Moenchengladbach (3.º), com menos três, que hoje foi derrotado em casa pelo Hertha Berlim (3-0).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.