Em Leiria, casa ‘emprestada’ do Casa Pia, o avançado Gonçalo Ramos marcou o golo do triunfo dos ‘encarnados’ aos 58 minutos, homenageando Fernando Chalana, cujo nome figurou nas camisolas dos jogadores.

Ramos assegurou assim os três pontos e a quarta vitória da época, depois do triunfo frente ao Arouca, na primeira jornada do campeonato, e nas duas mãos da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, com os dinamarqueses do Midtjylland.

Com este triunfo, o Benfica, que acabou hoje reduzido a 10 devido a expulsão de Otamendi já nos descontos, está provisoriamente isolado na frente do campeonato com seis pontos, enquanto o Casa Pia, que regressou esta época ao escalão máximo do futebol português, soma um ponto e continua sem vencer.

Além da vitória, o destaque esteve na homenagem ao ‘pequeno genial’, com todos os jogadores do Benfica a envergarem camisolas com o nome Chalana.

Este gesto já tinha sido realizado pelo Benfica em janeiro de 2014, na vitória (2-0) frente ao FC Porto, com os jogadores do clube a entrarem no relvado com o nome do falecido Eusébio, figura histórica do clube e do futebol português, nas camisolas.

Antes do início do jogo de hoje foi também cumprido um minuto de silêncio em memória de Chalana.

Na sexta-feira, o Benfica abriu as portas dos Estádio da Luz para um último adeus a Fernando Chalana, com a direção do Benfica a anunciar que, esta época, nenhum jogador da equipa principal vai envergar a camisola 10 dos ‘encarnados’.

Fernando Chalana, que faleceu aos 63 anos de idade, jogou pelos ‘encarnados’ nos anos 70 e 80 tendo representado o clube por 13 anos. Companheiro de equipa de Eusébio e Toni, foi uma das figuras do Europeu de 1984 e uma figura incontornável do futebol português.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.