“Trata-se de um jogo muito importante, mas não é decisivo. Decisivo é a equipa estar arrumada, como temos feito nos últimos dois meses. Temos de manter o equilíbrio, encontrar o nosso rumo e ser consistentes, porque isso é que faz as equipas ganharem campeonatos”, realçou Bruno Lage.

Sobre que FC Porto espera encontrar, o treinador das ‘águias’ não quis arriscar um ‘onze’ portista e sublinhou que está mais focado em perceber o modo como o campeão nacional se vai organizar no relvado.

“Mais importante do que adivinhar o ‘onze’ é perceber as dinâmicas do FC Porto. O FC Porto jogou contra nós em 4-4-2 na Taça da Liga, no campeonato foi diferente, e tem alternado entre esse sistema e o 4-3-3. Além disso, é também importante perceber as alterações ao longo do jogo”, afirmou Bruno Lage.

O treinador da equipa lisboeta disse ainda que acredita que “as duas equipas vão jogar para ganhar” e que “quem for melhor” conquistará os três pontos.

E os miúdos? "Têm muita maturidade"

Referindo-se aos ‘miúdos’ João Félix, Ferro, Florentino Luís, Gedson Fernandes e Jota, Bruno Lage apontou as razões que o levam a acreditar em bons desempenhos por parte dos atletas formados no clube num encontro importante, mas “não decisivo”.

“Independentemente de jogar no [Estádio do] Dragão ou não, já defrontaram o FC Porto nos campeonatos de iniciados, juvenis e juniores dezenas de vezes. Tendo 18, 19 ou 20 anos são jovens com muita maturidade e o que fizemos recentemente na Turquia foi uma boa resposta para o jogo que aí vem. Sinto que estão preparados para jogar este jogo”, disse Bruno Lage, na conferência de imprensa.

Bruno Lage elogiou também o treinador do FC Porto, na antevisão ao desafio de sábado, reconhecendo ainda que, apesar de serem da mesma geração, o seu percurso “ainda está a começar”.

“Trata-se do campeão nacional, com uma longa carreira, quer na primeira liga, quer a nível internacional. Está apresentado. Eu ainda estou a começar”, declarou.

Confirmada a ausência de Jardel e disponibilidade de Jonas

“O Jardel está indisponível, mas o Jonas está disponível”, disse o treinador ‘encarnado’, adiantando que o avançado nunca esteve em risco para o encontro de sábado.

Sobre o ‘onze’ do FC Porto e o ‘tabu’ em torno da utilização de Marega, Bruno Lage não adiantou qual a sua expectativa sobre a disponibilidade do avançado maliano, mas explicou que preparou o jogo para as soluções que os ‘dragões’ possam apresentar.

“Se jogar Marega, o FC Porto será muito forte no ataque à profundidade, pois é um jogador que tem uma grande capacidade nesse campo. Caso contrário, terão o Herrera a fazê-lo, que é também muito forte nesse aspeto, mas de maneira diferente. O mais importante é perceber o que vale o FC Porto como conjunto e quais as suas dinâmicas”, concluiu o treinador ‘encarnado’.

O FC Porto, líder do campeonato, com 57 pontos, recebe o Benfica, segundo, com 56, em jogo da 24.ª jornada da I Liga, no sábado, no Estádio do Dragão, a partir das 20:30.


Notícia atualizada às 15:06

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.