Num dia em que os dois jogos da segunda jornada decorreram em Franceville, no Gabão, a seleção senegalesa venceu por 2-0 o Zimbabué e, além da qualificação, assegurou também o primeiro lugar do agrupamento.

Por seu lado, a Argélia, que iniciou esta edição da CAN como um dos favoritos a alcançar a final, perdeu com a Tunísia, por 2-1, e ficou com um pé fora da competição.

Depois do triunfo por 2-0 na estreia perante os tunisinos, o Senegal confirmou a boa imagem deixada na primeira ronda e necessitou apenas de 15 minutos para arrumar o Zimbabué. Mané, avançado do Liverpool, inaugurou o marcador aos nove e, pouco depois, aos 14, Saivet fez o resultado final.

Os ‘leões de Teranga’, que têm como melhor prestação a presença na final de 2002, passaram a somar seis pontos e podem na última ronda fazer descansar alguns dos seus principais jogadores.

Nesse encontro, o Senegal vai encontrar a Argélia, que vai estar a obrigada a vencer e esperar que a Tunísia seja derrotada pelo Zimbabué.

Depois de uma primeira parte sem golos, os tunisinos chegaram à vantagem com um autogolo de Mandi, aos 50 minutos, e aumentaram a diferença aos 66, por Sliti, na marcação de uma grande penalidade.

Com Brahimi, do FC Porto, Slimani (ex-Sporting) e Mahrez, melhor jogador africano em 2016, no ‘onze’ titular, o melhor que a Argélia conseguiu foi reduzir a diferença já nos descontos, aos 90+1 minutos, por Hanni.

Na sexta-feira, realiza-se a segunda jornada do Grupo C com os jogos Costa do Marfim-RD Congo e Marrocos-Togo, ambos em Oyem.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.